05 dicas sobre como ensinar gentileza às crianças

Para que esse gesto continue sempre fazendo parte do nosso dia a dia


Criança dando uma maçã para outra

Gentileza, um gesto tão bonito e importante que anda meio esquecido nos últimos tempos, não é mesmo?! Segurar a porta do elevador para o próximo entrar, abrir a porta do carro para a entrada do passageiro, fazer um favor sem querer nada em troca, são gestos que fazem a diferença e causam um bem estar no relacionamento cotidiano. No entanto, muitos desses gestos tão simples quanto importantes andam se perdendo na correria do dia a dia.

Gentileza é a prática daquele que é gentil, nobre, amável e elegante. São aquelas práticas simples do dia a dia, que não exigem esforço algum, apenas um bem querer ao próximo, e que contribuem tanto para que nossos relacionamentos e nosso dia se torne bem mais agradável. E para revigorar  a prática desse gesto e para que ele continue sempre fazendo parte do nosso dia a dia, preparamos 05 dicas preciosas para levarmos às nossas crianças:

1 – Dê o exemplo!

Esse talvez seja o mais importante de todos. Gentileza se pratica, então, nada melhor para os pequenos aprenderem do que vendo a prática dos mais velhos, observando. Seja em casa ou nos espaços públicos com os pais ou na escola com os professores, nossas crianças aprenderão como a gentileza é simples, faz bem e melhora a convivência.

2 – Trate bem ao próximo

Tratar bem ao outro como gostaríamos de ser tratado é uma máxima que ouvimos desde a infância, não é verdade? E é dessa forma que o convívio em sociedade se torna muito mais prazeroso. Tratar o próximo com respeito é regra básica para demonstrar aos pequenos durante o dia.

3 – Ouça com carinho e atenção

Atividades como contar histórias pessoais sobre como foi o final de semana ou o que ganhou no dia das crianças ajudam a despertar nas crianças a sensibilidade para ouvir os problemas do outro, auxiliando-o com palavras motivadoras e, assim, formando maiores e melhores círculos de amizade.

4 – Pratique saudações e cumprimentos

Um “bom dia” ao acordar, um “boa tarde” ao entrar na sala de aula, dizer “olá”, “obrigado”, “com licença”,  são cumprimentos e saudações que podem ser estimulados desde cedo para que se tornem naturais nas crianças. Além disso, é importante salientar que essas palavras devem estar imbuídas do desejo de dizê-las, para que quando forem proferidas não se tornem apenas etiquetas frias e formais.

5 – Visite organizações de ajuda ao próximo

Visitar locais de apoio às pessoas mais carentes ou com necessidades especiais, lar de idosos, são opções para levar às crianças a prática da gentileza e despertá-las para a sensibilidade aos problemas alheios. Além disso, são ótimos locais para que eles percebam o quanto uma atitude simples pode auxiliar, recuperar e até transformar a vida de muitas pessoas.


Sérgio Campelo

Sérgio Campelo

Professor, Pedagogo, formado em Letras com Especialização em Comunicação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Com 20 anos de experiência no planejamento e docência de cursos de capacitação para o mercado profissional, atualmente é professor na rede privada de ensino. Cursou 'Game Design: Art and Concepts' no California Institute of the Arts (CalArts) e gerencia a Gamecubo, espaço de oficinas e cursos, reflexão e debates sobre práticas inovadoras na área de ensino-aprendizagem.

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter