Na volta às aulas...

Compromissos a serem assumidos por pais/responsáveis e alunos


Crianças fazendo desenho em folhas de papel

Todos os anos, quando retornam as aulas, após férias ou recessos escolares, os envolvidos nesta retomada, cada um deles, está normalmente muito animado para o reinício das atividades. Isso é natural, é esperado e, ao mesmo tempo, é algo que merece ser mais e melhor aproveitado pelas escolas.

Para princípio de conversa, no tocante a tal retorno, é preciso então pensar ideias, compromissos e realizações que cada um dos principais elementos que atuam no contexto escolar podem estar pensando (ou não, e aí cabem as propostas abaixo como sugestões) e como podem concretizar isso.

Vamos então fazer uma pequena relação de tópicos, divididos entre os seguintes elementos do contexto escolar: Pais ou responsáveis, alunos, professores, funcionários de secretaria, gestores e demais colaboradores. Neste artigo, que inicia as conversas relacionadas a este tópico, o foco será dado aos pais/responsáveis e aos alunos.

 

 

Pais ou responsáveis

  1. TRANSPORTE - A primeira coisa a ser pensada é a ida das crianças ou adolescentes para a escola e a necessidade de ser pontual, ou seja, de chegar alguns minutos antes da aula começar, antecipando-se ao sinal ou música de entrada em sala de aula. Isso permite ao aluno uma necessária socialização, troca de ideias com os colegas e tempo para se encaminhar para a sala de aula sem que atrasos ocorram. Neste sentido, caso os pais levem os filhos à escola é preciso fazer alguma gestão de tempo visando sair com a necessária antecedência que permita chegar 10 minutos antes das aulas serem iniciadas. Se a criança ou adolescente vai de ônibus ou algum tipo de transporte escolar (Van, Kombi...), trabalhar com os horários agendados para evitar atrasos ou perda do transporte. Se o caminho para a escola é a pé ou de bicicleta, acompanhar os filhos pequenos para maior segurança, pelo menos até o momento em que estejam prontos para encarar tal trajeto. Caso a caminhada ou a ida de bike seja a opção da família, organizar a ida em companhia de outras crianças é algo importante para que todos estejam mais seguros e confiantes nesta jornada.
  2. ALIMENTAÇÃO - Alimentar os filhos antes deles irem para a escola, de modo organizado, com tempo, disponibilizando alimentos saudáveis, para que eles estejam prontos para assistir, com a devida energia e atenção as aulas é igualmente uma necessidade que precisa ser prevista e providenciada pelos pais ou responsáveis. Organizar a mesa na véspera, deixar os produtos que irão ser usados na mão (fácil acesso) para na manhã seguinte disponibilizar para a família, fazer com que os filhos participem desta rotina não apenas usufruindo do que é oferecido, mas também ajudando de alguma forma (arrumando a mesa, cortando as frutas, retirando a louça e talheres após o café...) é algo altamente recomendável. No que se refere a alimentação é importante também oferecer alimentos para que os filhos façam seu lanche nos intervalos ou, caso a escola ofereça cantina ou alimentação, verificar se o que é oferecido pode ser consumido por eles. Há, atualmente, restrições alimentares várias, relacionadas ao consumo de lactose ou glúten e, ainda, casos de alunos com diabetes ou outros tipos de doenças e quadros alérgicos.
  3. MATERIAIS ESCOLARES - Acompanhar as crianças e adolescentes, quanto a organização de suas mochilas escolares, ao menos nos primeiros dias, não apenas como observador ou orientador, mas como alguém que ensina e auxilia na organização dos recursos que serão utilizados, dia após dia, é também algo a ser realizado pelos pais ou responsáveis. É preciso estar atento aos horários de aulas dos estudantes para que levem o que é necessário e não carreguem carga adicional, como livros de disciplinas que não serão usados naquele dia. Neste sentido, após algumas semanas, o papel dos responsáveis muda de tutor para aquele de quem monitora as ações, dando semanalmente uma olhadinha para ver se não estão levando material a mais, peso extra que pode causar problemas na coluna, por exemplo. Outra preocupação quanto aos materiais escolares se refere a disponibilizar o que a criança ou adolescente precisa, como livros, cadernos e demais recursos, para que não deixe de participar as ações educacionais. Adquirir com antecedência, de forma planejada, agindo de modo financeiramente responsável, sem gastar demais, ensinando economia para os filhos, é algo importante.
  4. TAREFAS E TRABALHOS ESCOLARES - Aos pais e responsáveis compete também acompanhar, orientar e ajudar em relação a tarefas e trabalhos escolares, oferecendo espaço e auxiliando na organização do tempo, monitorando as ações e cobrando responsabilidade dos filhos quanto a seus compromissos. Não cabe, no entanto, aos pais, realizar as tarefas ou trabalhos em lugar dos filhos!
  5. INFORMAÇÕES MÉDICAS - Caso a criança ou adolescente tenha algum tipo de necessidade especial de acompanhamento médico ou psicológico, conte com apoio de psicopedagoga(o) ou aulas particulares, tenha algum tipo de deficiência verificada ou necessidade de ingestão de remédios regulares, a família precisa informar a escola e requisitar o necessário apoio.
  6. TECNOLOGIAS - O uso de recursos tecnológicos para fins educativos e culturais é algo que cada vez mais faz parte do cotidiano das escolas, no entanto, é preciso que as famílias participem destas atividades com o intuito de orientar o olhar dos filhos para páginas, sites, programas e aplicativos que realmente agreguem (neste sentido é sempre importantíssimo contar com orientações da escola quanto ao que é recomendado por seus professores para auxiliar nos estudos e o que é recurso já contratado e disponibilizado pela instituição de ensino). Outra preocupação importante é aquela relacionada a limitação de tempo online, definindo com isso tanto o tempo para o estudo quanto para o lazer, procurando oferecer alternativas off-line para que os filhos não sejam somente “digitais”.

Alunos

  1. PONTUALIDADE - Ser pontual nos compromissos escolares, seja no tocante a chegar alguns minutos antes do início das aulas, contando para isso com a colaboração dos pais/responsáveis, ou ainda no que se refere a entrega de tarefas e trabalhos escolares. Os alunos precisam estar cientes que as atividades pedidas por seus professores têm o propósito de fixar os saberes, auxiliar caso surjam dúvidas e, com isso, consolidar a aprendizagem. É também importante que entendam que os conteúdos trabalhados fazem parte de um programa, ou seja, de um currículo e que, assim sendo, estão programados para auxiliar e orientar na aprendizagem dos próximos temas de cada disciplina. Caso algo não seja bem estudado em capítulos anteriores, como é um pré-requisito, irá fazer falta lá na frente, por isso, participar das aulas e fazer as atividades propostas é algo essencial.
  2. ALIMENTAÇÃO - Se alimentar corretamente antes e durante as atividades escolares, ingerindo bastante água, é algo a ser feito também com ajuda da família e dos profissionais da escola. Ao não fazer uma boa refeição antes de ir à escola faz com que o aluno possa passar mal ou ter maiores dificuldades para se concentrar nas aulas. Não compete apenas aos pais ou responsáveis atuar no sentido de oferecer bons alimentos e refeições completas, nos horários adequados, mas também aos próprios estudantes cobrar que esta alimentação saudável lhes seja oferecida, seja previamente aos compromissos escolares, seja durante as aulas, com lanches adequados para sua rotina e necessidades particulares.
  3. MATERIAIS ESCOLARES - A organização dos materiais escolares para as aulas da semana e de cada dia é algo que o aluno, apesar da supervisão dos pais ou responsáveis, deve realizar pontualmente, ou seja, organizando-se na véspera para verificar se todos os livros e cadernos, estojo com lápis, canetas e demais acessórios estão disponíveis; é preciso atenção também para materiais extras pedidos pelos professores ou ainda se recursos digitais foram requisitados.
  4. PRESTAR ATENÇÃO - Atenção as aulas é algo essencial para um bom resultado. Todos os alunos sabem disso, no entanto, acabam dispersando, conversando demais, acessando equipamentos eletrônicos como seus celulares e, com isso, perdendo explicações ou não participando como se espera das propostas e atividades trazidas por seus professores. Redobre a atenção, em especial durante as aulas e conteúdos que são mais complicados para você, pedindo apoio do professor e de colegas com maior facilidade, fazendo perguntas, resolvendo questões rápidas propostas para a aula, fazendo tarefas e trabalhos. Desta forma, suas chances de ter notas e rendimento acima da média aumentam muito!
  5. DIVIDIR FUNÇÕES EM TRABALHOS - Nos trabalhos ou projetos escolares é preciso boa organização e, ao mesmo tempo, que os papéis atribuídos a cada participante sejam cumpridos para que ninguém fique sobrecarregado. Isso auxilia não apenas na realização dos trabalhos, mas, também, permite que todos os envolvidos possam aprender. Ao final de projetos em grupo é preciso que todos saibam o conteúdo e possam discorrer sobre ele sem problemas, ainda que a apresentação fique nas mãos de um ou dois dos participantes, os professores podem fazer questionamentos para todos.
  6. AGENDA - Estar sintonizado com os compromissos escolares, ou seja, com a agenda geral da escola, seja por meio do calendário oferecido pelas escolas ou sistemas de ensino (públicos ou privados) ou ainda pelo acesso a informação digital, para acompanhar as datas previstas para provas, simulados, projetos, visitas, festas e reuniões é algo que os alunos precisam colocar em sua pauta, como algo regular a ser visualizado para seu ano letivo.

João Luís de Almeida Machado

João Luís de Almeida Machado

Consultor em Educação e Inovação, Doutor e Mestre em Educação, historiador, pesquisador e escritor.

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter