Como fazer da família aliada no ensino

A aproximação da família com a escola é importante para o desenvolvimento do aluno. Veja dicas de como tornar isso mais fácil!


Como fazer da família aliada no ensino

O desenvolvimento do estudante no ambiente escolar está diretamente ligado à sua família. Crianças que têm pais ou responsáveis acompanhando a sua rotina de aprendizado costumam obter melhores resultados. É por isso que toda escola precisa fazer o possível para atrair os parentes mais próximos e fazer deles grandes aliados. 

Contudo, essa não é uma tarefa fácil. Quantas vezes já foram convidados 100 pais para uma reunião e só apareceram 20? Provavelmente, todas as pessoas que atuam na área da educação já viram situações desse tipo acontecer. É preciso trabalhar para mudar essa realidade.

Confira dicas de como trazer a família para o ambiente escolar e fazer dela uma aliada no processo de aprendizagem! 

 

Importância da relação família x escola 

Tanto a família quanto a escola funcionam como pilares fundamentais para a educação. Quando trabalham juntas, conseguem oferecer à criança as bases de conhecimento, não apenas didático, mas também de normas e posturas em relação à sociedade. Assim, poderão ajudar a transformar o estudante em um adulto responsável e pronto para ter um bom desenvolvimento e obter resultados positivos. 

Afinal, cabe à família educar e mostrar a ele o que é certo e o que é errado. Esse tipo de conhecimento é muito importante para que a criança chegue à escola preparada para adquirir conhecimentos referentes aos conteúdos educacionais previstos. Em suma, família e escola se completam.

Como os dois influenciam diretamente na educação, é preciso que sigam as mesmas linhas. Afinal, se em casa a criança recebe um tipo de orientação, e na escola recebe outro, ela terá dificuldade em compreender o que é certo e o que é errado. 

Por isso, é preciso alinhar os pensamentos para atingir o grande resultado: a educação. E isso só será possível com a interação entre família e escola! Descubra também o papel do educador diante da inversão de valores e comportamentos no mundo infanto-juvenil.

 

Como melhorar o relacionamento entre família e escola?

Cabe à escola dar o primeiro passo para estreitar esse relacionamento. Veja algumas dicas de ações que podem ajudar a estreitar os laços entre os familiares e a instituição de ensino! 

 

Mostre a importância da participação dos parentes 

Esclarecer para os pais que será necessário o apoio deles para que a criança se desenvolva e aprenda é muito importante. Para isso, coloque-os a par de tudo. Apresente o plano de ensino, mostre os passos que serão dados e as atividades propostas durante o ano. 

Isso pode ser feito em um evento de apresentação, a ser realizado no primeiro dia de aula ou no sábado que antecede este início. Resumidamente, o primeiro passo é  fazê-los compreender o processo e entender como fazem parte disso. 

Veja também a importância de traçar rumos para a sua escola em nosso outro post! 

 

Facilite a comunicação entre família e escola

As reuniões são importantes e ajudam na transmissão das informações dos alunos, mas nem sempre são suficientes. Há casos nos quais, por exemplo, uma criança possui mais dificuldade em aprender determinado conteúdo e o pai pode precisar se comunicar com a escola.

Existem também mudanças na família que poderão afetar diretamente o rendimento escolar. A morte de um ente querido ou até a separação dos pais estão dentre os motivos mais comuns. 

Seja qual for o caso, é preciso garantir que os responsáveis tenham como conversar com um representante na escola, para que juntos encontrem o melhor caminho.

Por isso, é indicado que o coordenador pedagógico, o diretor e o supervisor disponibilizem em sua agenda um tempo para atender os pais. Além disso, essas pessoas precisam ter acesso a uma forma rápida de contato, seja ela por e-mail ou telefone. Preocupe-se em abrir esse espaço de interação. 

 

Chame a família para a escola

A reunião de pais é importante para transmitir informações. Porém, não deve ser a única forma de interação entre pais e educadores. É preciso pensar em atividades que naturalmente atraiam os responsáveis para o ambiente educacional.

Isso ajudará a fazer com que as pessoas se envolvam com a instituição e, consequentemente, se aproximem. 

Para isso, é preciso entender o perfil dos pais para identificar qual tipo de atividade pode ser interessante para eles. Dentre elas, por exemplo: 

  • Feira de ciências e demais exposições de trabalho dos alunos, que possam ser visitadas pelos responsáveis;
  • Festas temáticas, como a Junina;
  • Apresentação de poesias, teatro ou até de música, feita pelas crianças ou não;
  • Palestras sobre temas que sejam interessantes aos pais e responsáveis;
  • Cursos de curta duração voltados para a família, levando em conta sempre o perfil das pessoas;
  • Eventos esportivos, que possam envolver alunos e familiares. 

Quando for realizar essas e outras atividades, sempre se lembre de ter cuidado com as datas e horários. No geral, durante a semana fica difícil para que os pais participem, pois é dia de trabalho. Faça uma pesquisa para identificar os horários e dias da semana que são mais adequados, para que a família participe. 

Além de todas essas dicas, para melhorar comunicação entre pais e escola, é possível usar a tecnologia. Veja como as tecnologias educacionais podem conectar escolas e famílias!


Portal Planneta Educação

Portal Planneta Educação

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter