Dicas para engajar o professor no uso da tecnologia em aula

Quer introduzir a tecnologia em sala de aula, mas os professores estão relutantes? Veja dicas para mudar isso!


Menino tendo aula online com seu notebook

Os professores ainda não aderiram ao uso da tecnologia em sala de aula? Embora alguns considerem essa prática algo natural e benéfica, há muitos docentes que têm receio em levar essa modernidade para o ensino.

Contudo, é preciso incentivá-los. Afinal, essa é a realidade do aluno e, quanto mais as aulas se aproximarem da rotina diária do estudante, mais fácil será fazer com que o discente se interesse pelo conteúdo. Sem contar que muitos tópicos, que antes precisavam ser imaginados pelo estudante, agora podem ser visualizados em vídeos. Isso ajuda muito na compreensão. 

Viu como é importante incentivar o uso da tecnologia em sala de aula? Confira algumas dicas para fazer isso! Aproveite e saiba mais sobre a geração Y e o apogeu tecnológico em nosso artigo

Formação é o primeiro passo para incentivar o uso da tecnologia em sala de aula

Para que o professor se sinta à vontade para levar a tecnologia para a sala de aula, é preciso que ele a domine. O docente deve estar seguro. Isso só será possível se a escola colaborar e oferecer treinamentos constantes, cursos, workshops e palestras.

As dinâmicas ajudarão o profissional a se ambientar e a compreender o quão útil a tecnologia em sala de aula pode ser. 

Uma vez que o professor esteja seguro e ciente de como os equipamentos e recursos podem ser usados da melhor maneira, naturalmente ele passará a incluir tais tecnologias em suas aulas. 

Mostre a importância do uso

Além de capacitar a equipe, é de suma importância que o professor saiba o motivo pelo qual o uso da tecnologia em sala de aula é indicado. É interessante mostrar ao profissional as vantagens que esse tipo de prática oferece. Além disso, é importante ressaltar os benefícios obtidos. Dentre eles:

  • Melhora do desempenho dos alunos;
  • Aula se torna mais dinâmica;
  • Facilita o ensino de conteúdos mais complexos;
  • Faz com que as aulas se tornem mais próximas do dia a dia dos estudantes. 

Se possível, indique exemplos de escolas que já adotaram o uso de tecnologia em sala de aula e as melhorias que elas obtiveram. Isso ajudará a motivá-los! 

Introduza a tecnologia aos poucos

Durante o processo de treinamento, é interessante que você disponibilize ferramentas que tornem a rotina do professor mais fácil. Isso fará com que ele veja que a tecnologia veio para somar em todas as etapas. 

Oferecer recursos para que ele possa preparar aulas online, criar as tarefas para os estudantes e até fazer reuniões, vai mostrar, na prática, o quão útil a tecnologia pode ser. É possível, por exemplo, passar a agendar as reuniões por meio virtual, para que o docente participe de casa.

Com atividades como esta, ele vai notar que o uso da tecnologia pode ser interessante. Afinal, ela vai diminuir a carga de atividades e tarefas. Como todo professor tem uma rotina muito intensa, tudo o que pode ajudar a agilizar os processos acaba sendo bem aceito pelo profissional. 

Além disso, comece a enviar informativos por e-mail e usar aplicativos para se comunicar com os docentes. Incentive o profissional a colocar a tecnologia em sua rotina diária para que ele se familiarize ainda mais com ela. 

Você sabe o que é um LMS? Um Learning Management System pode ajudar nesse processo. Saiba mais aqui

Complemente o material didático com tecnologia

É possível incluir uma sugestão no material didático impresso, tanto no disponibilizado para os alunos quanto no material do professor. Para cada tópico, indique um material que possa ser usado por meio da tecnologia em sala de aula.

Por exemplo, se o tema for sobre virologia, é interessante indicar um site ou um vídeo para que o aluno assista. Como a sugestão já vai estar no material didático, o professor vai se sentir mais à vontade para usá-la em sala.

Da mesma forma, para as aulas de história, é possível indicar um filme. Para as de matemática, um aplicativo, e assim por diante. Quando o próprio material didático já cita exemplos, o professor acaba sendo estimulado a usá-los. 

Um coordenador tecnológico pode ajudar 

Ter uma pessoa que atue como ponte entre a tecnologia e os docentes ajudará na implantação do uso em sala de aula. 

Ela não precisa ser docente, nem um técnico da informação. Contudo, deve estar capacitada para aproximar os profissionais das ferramentas propostas.

Além de melhorar as aulas, as tecnologias educacionais podem conectar escolas e famílias. Veja como


Portal Planneta Educação

Portal Planneta Educação

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter