5 dicas para alfabetizar com o auxílio dos jogos on-line e digitais

Veja como realizar o processo de alfabetização com o auxílio de jogos e embasamento da neurociência!


5 dicas para alfabetizar com o auxílio dos jogos on-line e digitais

A alfabetização no âmbito social e educacional, é uma das etapas que consideramos fundamentais para o percurso do desenvolvimento. Segundo a neurociência, toda criança deve ser alfabetizada entre 5 e 8 anos devido ao crescimento maior na área do cérebro, denominada substância branca e localizada na região temporoparietal.

Tal pesquisa foi realizada entre 2008 e 2009, pela professora e neurocientista Fumiko Hoeft, cujo objetivo era verificar, com a neurociência básica, o processo de desenvolvimento da leitura.

Com o avanço da tecnologia a área educacional, reformulamos o processo de ensino-aprendizagem. Estamos a vivenciando a Geração Alpha de nossas crianças, ou seja, o que é novidade para os mais velhos já é retrógrado para os mais novos, uma vez que o mundo tecnológico está em constante inovação. 

Antigamente, o professor era o detentor de todo o conhecimento, momento no qual a educação era tradicionalista. Atualmente, com essa constante inovação da tecnologia e seu avanço perante a sociedade, as crianças desde pequenas utilizam os recursos tecnológicos com muita agilidade, pois seus pais ou responsáveis inserem isto ao seu cotidiano, com desenhos, jogos, músicas, entre outros, propiciando assim, uma geração conectada.

De acordo com a Academia Americana de Pediatria, recomenda-se que as crianças de 0 a 2 anos não tenham acesso as telas. A partir dos 2 anos estes acessos devam ser limitados com duração máxima de 2 horas, sendo direcionados pelos pais ou responsáveis com conteúdos de qualidade para os pequenos.

Saiba mais: Gamificação no processo pedagógico!

 

A tecnologia na aprendizagem infantil

É inevitável não utilizar a tecnologia em tempos onde tudo se tornou digital. Contudo, temos que enfatizar os pontos positivos e os pontos negativos quanto ao uso das redes com as crianças.

E que tal direcionar estes acessos para o processo de ensino-aprendizagem das crianças?

Existem diversos jogos e aplicativos que auxiliam no processo de alfabetização, propiciando as crianças uma nova forma de aprender, o chamado “aprender brincando”.

Segundo Piaget (apud RIBEIRO,2005, P,38), os jogos na infância possibilitam as crianças o desenvolvimento de experiências e socialização, o que serve como apoio para o processo de assimilação da aprendizagem.

Pensando nisso, separamos algumas dicas de jogos on-line e digitais para auxiliar no processo de alfabetização das crianças. Mas antes, vamos diferenciar jogos on-line dos jogos digitais?

On-line: Jogos via internet. Jogos digitais: Refere-se aos jogos eletrônicos, que foram programados para executar no computador, notebook, tablets, ou quaisquer outros dispositivos tecnológicos, ou seja, que tenha a interação do humano e o dispositivo tecnológico.

Saiba mais: 11 Boas práticas para aulas a distância!

 

Dicas para alfabetizar com o auxílio dos jogos on-line e digitais

 

EDU EDU – Jogo desenvolvido pelo o Instituto ABCD (gratuito), tem como objetivo ajudar as crianças que apresentam dificuldades em leitura e escrita. Alinhados a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) suas atividades desenvolvidas são para: Pré-escola; 1° ano; 2° ano; 3° ano.

 

Forma Palavras – Jogo on-line (gratuito) presente no site Escola de Games, cujo intuito no processo educacional é o desenvolvimento e aprimoramento da leitura e escrita ao reconhecer as letras e imagens representadas durante o jogo. Indicada para: Pré-escola; 1° ano.

 

Jogos Ariê – O Ariê foi desenvolvido com diversos jogos educativos gratuitos para crianças no processo de alfabetização e desenvolvimento de outros componentes curriculares. Sua principal característica é a criança “aprender brincando” por meio do jogo, relacionando assim, palavras com objetos, completando sequências, conteúdos da atualidade (COVID-19) e a matemática. São diversos jogos on-line para: Pré-escola; 1° ano; 2° ano; 3° ano; 4° ano; 5° ano.

 

Formar palavras – Alfabetização – Este aplicativo gratuito foi desenvolvido por Pedro de Moura Garcia e faz a associação da fala (método fônico) com as 4 categorias presentes: natureza, comida, objetos e animais. A criança tem a autonomia de escolha as categorias. O design é interativo e a criança deve associar as sílabas de acordo com o som para a formação da palavra. Jogo repleto de possibilidades sendo para: 1° ano; 2° ano; 3° ano; 4° ano; 5° ano.

 

Matraquinha – Este aplicativo gratuito é de comunicação alternativa para adolescente e crianças com o Transtorno do Espectro Autista. O objetivo é fazer com que eles comuniquem seus desejos, sentimentos e necessidades. Por meio da fala e imagens os autistas podem comunicar sobre seus desejos naquele momento e consequentemente desenvolvem o conhecimento sobre o alfabeto, cores, vogais e formas geométricas destinadas para: Crianças e adolescentes com transtorno do espectro autista.

 

Gostou desse artigo? Pesquise outros temas e tire suas dúvidas no Portal Planneta Educação!

Aproveite e acesse gratuitamente o nossos Materias Educativos Exclusivos!


Débora Ramos

Débora Ramos

Débora Moura Ramos, formada em Radiologia Médica e Pedagogia com especialização em Alfabetização e Letramento, pós-graduanda em Neurociência e Psicopedagogia Institucional. Atuando na área há 7 anos, faz parte da equipe Planneta Educação no Projeto Mais Tempo na Escola como coordenadora de escola de tempo integral do fundamental I da rede municipal de ensino em Osasco. Atuou como estagiária de inclusão, Professora do ensino Infantil e Professora do ensino fundamental. Paralelamente, participa do projeto social para crianças de orfanatos com oficinas gratuitas pertencentes à alfabetização e ao desenvolvimento social.

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter
AVISO DE COOKIES
Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, para permitir o funcionamento adequado deste site, bem como cookies de personalização, análise, publicidade e criação de perfis com base nos hábitos de navegação do usuário. Mais detalhes podem ser acessados em nossa Política de Privacidade.
Continue navegando para aceitar os cookies.
CONTINUAR