Estudando cinema: Como funciona a seleção do Oscar

Entenda a votação mais famosa do cinema


Imagem da estatueta do Oscar

A maior premiação do cinema vem aí e os cinéfilos ao redor do mundo já estão atentos aos indicados. Mas você já se perguntou como todo o processo acontece? Por que escolheram aquele filme que você detestou como o melhor? Por que o DiCaprio demorou tanto para conseguir uma estatueta?

Se você acha que é uma escolha randômica e estudar cinema vai te deixar longe dos cálculos e matemática, eu sinto te informar, mas você está enganado. O processo para chegar ao tão esperado resultado anual termina com uma equação, e bastante complexa, devo acrescentar.

Vamos por partes. Para começar, algumas perguntas básicas:

  • Quem vota? São os membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (https://www.oscars.org/), composta por mais de 8 mil homens e mulheres que trabalham no ramo. A votação é dividida por áreas, ou seja, o prêmio de melhor roteiro será votado pelos membros roteiristas da Academia, melhor ator/atriz, pelos atores e atrizes da Academia e por aí vai. Porém, o prêmio de melhor filme pode ser votado por todos os membros. As categorias “melhor filme estrangeiro” e “melhor animação” também contam com um grupo maior de profissionais votantes. Diferente da categoria de “melhor filme”, não são todos os membros que podem votar, mas ele percorre por mais seções técnicas.
  • Como fazer parte da Academia? Quando uma pessoa é indicada ao Oscar, ela, automaticamente, passa a fazer parte dos membros da Academia. Porém, também é possível se inscrever. Para isso, o cineasta precisa ter seu nome creditado em pelo menos dois grandes filmes (no caso de atores, em três filmes), enviar uma ficha para os seus colegas da sua seção – roteiristas, atores, diretores etc. – e torcer para que eles considerem que você merece entrar para a Academia.
  • Quais filmes podem ser indicados? Qualquer filme exibido no ano anterior à cerimônia de entrega dos prêmios pode ser indicado (por exemplo, na cerimônia de 2019, são indicados os filmes exibidos em 2018), desde que cumpra alguns pré-requisitos. São eles:
  1. Ter mais que 40 minutos de duração;
  2. Ser exibido nos cinemas de Los Angeles para espectadores pagantes e por, no mínimo, uma semana;
  3. Estar dentro dos padrões técnicos de áudio e vídeo estipulados pela Academia.

Na seção “Melhor Filme de Língua Estrangeira”, as regras mudam um pouquinho. Só pode ser indicado um filme por país e o mês limite de exibição é outubro do ano anterior. Ele não pode ter sido produzido por um estúdio americano, deve ser falado em outra língua que não seja inglês (mesmo que ele não seja dos Estados Unidos) em pelo menos 50% do filme e ser exibido por pelo menos uma semana em um cinema do seu país de origem para espectadores pagantes. Caso ele seja exibido em Los Angeles e cumpra todas as regras, ele também pode concorrer nas categorias de melhor filme, ator e atriz.

  • Como inscrever um filme? No site oficial do Oscar, há um campo para o produtor/diretor do filme fazerem o login e esperarem uma aprovação da Academia. Uma vez aprovado, eles recebem uma ficha por e-mail e preenchem todas as informações das categorias que eles desejam concorrer. Depois, são selecionados cerca de 300 filmes para, então, definirem os indicados à premiação.

Bastante coisa, né? Calma, pequeno gafanhoto. O processo está só começando.

Os membros da Academia indicam seus cinco filmes favoritos, lembrando que eles votam em sua área profissional. Por exemplo, o ator vota nas categorias de melhor ator, atriz e correlatas, além de melhor filme que, como falamos anteriormente, todos podem votar. E aí mais de oito mil membros votaram em seus favoritos. E como chegamos aos famosos cinco indicados de cada categoria (ou até 10, no caso de melhor filme)? Matemática! Sim, matemática.

Mas a conta não é tão simples. A votação é apurada pela empresa PriceWaterhouseCoopers (PwC) (https://www.pwc.com/) – a mesma empresa da confusão dos envelopes do Oscar de melhor filme entre Moonlight e La la land. – Eles têm o chamado “número mágico”. A fórmula é feita a partir do total de votos dividido pelo total de indicações mais um (+1). Esse número varia, uma vez que ninguém é obrigado a votar. Vamos supor que 7500 pessoas votaram para a categoria de melhor filme. Então 7500 dividido por 11 (10 vagas + 1) dá 681,81. Esse número sempre é arredondado para cima, o que nesse caso são 682. Se o filme teve mais que 682 votos, ele automaticamente está classificado. Depois disso, as listas dos filmes classificados são desconsideradas gradativamente e a partir do número de listas remanescentes se criam novos “números mágicos” até que não haja mais vagas na categoria (10 no caso de melhor filme e 5 nas demais). O que também pode acontecer é a Academia decidir por um filme que foi listado em segundo lugar mais vezes do que um filme listado em primeiro lugar. Mas como assim? Por exemplo, um filme apareceu no primeiro lugar de 250 listas, mas outro filme apareceu no segundo lugar de 3 mil listas. Quer dizer que esse segundo filme agradou muito mais gente do que o primeiro, então eles podem optar por classificar o segundo filme ao invés do primeiro.

Bom, filmes indicados, hora de decidir o vencedor. Em janeiro do ano da cerimônia de premiação, os membros da Academia recebem a lista dos indicados e escolhem o seu favorito. Agora todos os membros podem votar em todas as categorias, e não apenas na sua área de atuação. Os votos voltam para apuração da empresa PriceWaterhouseCoopers (PwC) e a escolha do vencedor só é finalizada na semana do Oscar e apenas duas pessoas da empresa têm acesso a essa informação. A chegada delas no tapete vermelho também é feita com muito glamour, como podemos ver no exemplo abaixo:

 

Fotos: https://variety.com/2015/film/news/the-oscar-ballot-counters-know-how-to-keep-a-secret-1201435530/  e https://people.com/movies/oscars-2017-envelopegate-accountant/

 

Agora é só pegar a pipoca, sentar no sofá e torcer para que o seu filme favorito leve a estatueta. Com tudo isso, podemos concluir que nem sempre o melhor filme ou o melhor ator, melhor atriz, melhor roteiro... é, de fato, o melhor daquela categoria. Às vezes, isso representa que ele tem mais contatos dentro da Academia ou que ele teve mais visibilidade, e então foi mais lembrado na hora da votação. Mas, convenhamos: só o fato de estar entre os indicados já mostra a popularidade real daquele filme. Afinal, dentro de um número enorme de profissionais com indicações livres e votos de especialistas, ele foi classificado para participar da premiação mais importante do cinema.

A 91ª cerimônia do Oscar acontece no dia 24 de fevereiro de 2019 em Hollywood. Que tal aproveitar e motivar seus alunos com uma superaula temática? Em matemática, treine equações para descobrir um possível número mágico. Em inglês, podemos trabalhar os nomes originais dos filmes e os vocabulários usados nos trailers. Ou quem sabe criar um curta-metragem entre os alunos para falar de algum tema utilizado em sala de aula?

Relembre a lista de indicados, comente suas apostas e prepare suas aulas em clima de Oscar e muita criatividade.

               

Aproveite para assistir também o Minuto Educação sobre o assunto:

 

MELHOR FILME

"Nasce Uma Estrela"

"Roma"

"Green Book - O Guia"

"Vice"

"A Favorita"

"Infiltrado na Klan"

"Bohemian Rhapsody"

"Pantera Negra"

 

MELHOR DIRETOR

Alfonso Cuarón - "Roma"

Spike Lee - "Infiltrado na Klan"

Adam McKay - "Vice"

Yorgos Lanthimos - "A Favorita"

Pawel Pawlikowski - "Guerra Fria"

 

MELHOR ATOR

Bradley Cooper - "Nasce Uma Estrela"

Viggo Mortensen - "Green Book - O Guia"

Rami Malek - "Bohemian Rhapsody"

Christian Bale - "Vice"

Willem Dafoe - "No Portal da Eternidade"

 

MELHOR ATRIZ

Lady Gaga - "Nasce Uma Estrela"

Glenn Close - "A Esposa"

Olivia Colman - "A Favorita"

Melissa McCarthy - "Poderia me Perdoar?"

Yalitza Aparicio - "Roma"

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Sam Rockwell - "Vice"

Mahershala Ali - "Green Book - O Guia"

Sam Elliott - "Nasce Uma Estrela"

Richard E. Grant - "Poderia me Perdoar?"

Adam Driver - "Infiltrado na Klan"

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Amy Adams - "Vice"

Rachel Weisz - "A Favorita"

Emma Stone - "A Favorita"

Regina King - "Se a Rua Beale Falasse"

Marina de Tavira - "Roma"

 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

"Green Book - O Guia"

"A Favorita"

"Roma"

"Vice"

"No Coração da Escuridão"

 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

"Nasce Uma Estrela"

"Infiltrado na Klan"

"Se a Rua Beale Falasse"

"Poderia me Perdoar?"

"A Balada de Buster Scruggs"

 

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

"Roma" - México

"Guerra Fria" - Polônia

"Assunto de Família" - Japão

"Cafarnaum" - Líbano

"Nunca Deixe de Lembrar" - Alemanha

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

"RBG"

"Free Solo"

"Minding the Gap"

"Hale County This Morning, This Evening"

"Of Fathers and Sons"

 

MELHOR ANIMAÇÃO

"Os Incríveis 2"

"Homem-Aranha: No Aranhaverso"

"Mirai"

"Ilha dos Cachorros"

"Wifi Ralph - Quebrando a Internet"

 

MELHOR EDIÇÃO

"A Favorita"

"Vice"

"Green Book - O Guia"

"Bohemian Rhapsody"

"Infiltrado na Klan"

 

MELHOR FOTOGRAFIA

"A Favorita"

"Nasce Uma Estrela"

"Guerra Fria"

"Roma"

"Nunca Deixe de Lembrar"

 

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

"Pantera Negra"

"O Primeiro Homem"

"A Favorita"

"Roma"

"O Retorno de Mary Poppins"

 

MELHOR FIGURINO

"A Favorita"

"Pantera Negra"

"O Retorno de Mary Poppins"

"Duas Rainhas"

"A Balada de Buster Scruggs"

 

MELHOR MAQUIAGEM

"Vice"

"Duas Rainhas"

"Border"

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

"Jogador Número 1"

"O Primeiro Homem"

"Han Solo - Uma História Star Wars"

"Vingadores - Guerra Infinita"

"Christopher Robin"

 

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

"Um Lugar Silencioso"

"Pantera Negra"

"O Primeiro Homem"

"Roma"

"Bohemian Rhapsody"

 

MELHOR MIXAGEM DE SOM

"Nasce Uma Estrela"

"Pantera Negra"

"O Primeiro Homem"

"Bohemian Rhapsody"

"Roma"

 

MELHOR TRILHA SONORA

"Se a Rua Beale Falasse"

"Ilha dos Cachorros"

"Pantera Negra"

"O Retorno de Mary Poppins"

"Infiltrado na Klan"

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

"Shallow" - "Nasce Uma Estrela"

"All The Stars" - "Pantera Negra"

"I'll Fight" - "RBG"

"The Place Where Lost Things Go" - "O Retorno de Mary Poppins"

"When A Cowboy Trades His Spurs For Wings" - "A Balada de Buster Scruggs"

 

MELHOR CURTA-METRAGEM

"Detainment"

"Marguerite"

"Skin"

"Mother"

"Fauve"

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

"End Game"

"Black Sheep"

"Period. End of Sentence."

"Lifeboat"

"A Night at the Garden"

 

MELHOR ANIMAÇÃO EM CURTA-METRAGEM

"Bao"

"Animal Behaviour"

"Weekends"

"One Small Step"

"Late Afternoon"


Nicoly Ferrini Pierucci

Nicoly Ferrini Pierucci

Analista de Comunicação do grupo Vitae Brasil, responsável pela produção e edição dos vídeos do canal Planneta Educação e Minuto Educação. Bacharel em Comunicação Social (habilitação em Publicidade e Propaganda), com especialização em ‘Cinema, Vídeo e Fotografia: Criação em Multimeios’.

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter