Como estimular o protagonismo das crianças na Educação Infantil?

Muito se tem falado em protagonismo das crianças. Mas como você trabalha isso em aula? Veja dicas.


Como-estimular-o-protagonismo-das-criancas-na-Educacao-Infantil

Crianças precisam apenas obedecer? Essa já foi uma regra, mas hoje, todos sabem que isso mudou. Elas opinam e influenciam, ativamente, nas decisões da família, seja na hora do consumo ou no comportamento. Sim, o protagonismo das crianças já existe, mesmo que de forma sutil.

Por vezes, a família nem para pra pensar quanto aquele pequeno de apenas 5 anos de idade, tem voz ativa dentro do lar. E se em casa isso ocorre naturalmente, na educação infantil deve ser incentivado.

Afinal, além do protagonismo infantil ser importante para a própria criança, que se torna agente do seu desenvolvimento, ele também influencia na sociedade. Afinal, um pequeno bem instruído e protagonista, leva as informações obtidas no ambiente educacional e as aplica em casa.

É assim, por exemplo, que famílias começam a separar o lixo reciclável ou que os pais se preocupam em participar de ações sociais. São as crianças que, muitas vezes, levam a ideia para casa e colaboram para a evolução social. 

Por isso, o protagonismo na educação infantil deve ser estimulado. Veja como fazer isso! 

 

Benefícios do protagonismo infantil

O Marco Legal da Primeira Infância, LEI Nº 13.257, DE 8 DE MARÇO DE 2016, aborda a  implementação de políticas públicas para crianças de até seis anos de idade. Já no marco, o protagonismo infantil é considerado, pois além do respeito à individualidade, ele determina que é preciso “incluir a participação da criança na definição das ações que lhe digam respeito, em conformidade com suas características etárias e de desenvolvimento”.

Isso já mostra que até nessa legislação é deixado claro que a criança deve ser chamada a participar das ações sociais. E isso deve ser considerado tanto na escola, quanto em casa. Afinal, o protagonismo infantil gera diversos benefícios às crianças como, por exemplo:

  • Aprender que faz parte da sociedade e que suas ações interferem no todo;
  • Estimular a empatia;
  • Ensinar a respeitar as diferenças; 
  • Desenvolver o autoconhecimento;
  • Desenvolver a autoestima;
  • Desenvolver a proatividade;
  • Desenvolver as habilidades sociais;
  • Incentivar à proatividade;
  • Desenvolver as habilidades interpessoais;
  • Melhorar as competências socioemocionais;
  • Trabalhar a resolução de problemas.

 

Como incentivar o protagonismo infantil?

O protagonismo infantil pode ser incentivado no dia a dia. Veja como fazer isso em sala de aula. 

 

Instigar a curiosidade

Os pequenos já são naturalmente curiosos. Afinal, eles dependem disso para descobrir o mundo ao seu redor e aprender as inúmeras informações que estão disponíveis. E isso deve ser instigado pelo docente, de forma que ela aprenda a sempre buscar pelo novo e tentar descobrir o que é. Para isso, o professor pode:

  • incentivar o contato com a natureza;
  • fazer experimentos ou até acompanhar o nascimento uma borboleta, por exemplo, ou ver como cresce o pé de feijão;
  • incentivar o contato com livros infantis desde cedo;
  • contar histórias lúdicas, entre outros.

 

Ter um espaço adequado 

Para a criança, tudo é aprendizado. Ela aproveita cada informação que ouve ou vê. Por isso, o espaço está diretamente ligado ao seu desenvolvimento e ao protagonismo infantil.

Quando a escola fornece um ambiente seguro e que estimula a criatividade, ela induz a criança a observar, imaginar e buscar compreender todas as informações disponíveis.  

 

Acolhimento

Para estimular o protagonismo infantil é preciso que a criança se sinta bem no ambiente educacional. Para isso, além de um espaço físico seguro e adequado, é preciso que os pequenos se sintam acolhidos pelo professor, pelos coleguinhas e também por toda a equipe da educação infantil. 

 

Incentivar o autoconhecimento

Se conhecer significa entender o próprio corpo e as limitações que a pessoa tem em relação ao físico. Além disso, se refere também à compreensão das próprias emoções e sentimentos. Afinal, só assim a criança aprenderá a lidar com eles.

Para isso, o professor pode, por exemplo, estimular os pequenos a pesquisarem sobre a própria história. Perguntar sobre o nome de parentes, onde os avós viviam ou até mesmo a cidade que nasceu. 

Depois disso, é possível incentivar a criança a pensar e escrever, quando for o caso, o que a deixa feliz, o que a deixa triste, se ela tem medo de algo. Isso vai ajudá-la a entender o que sente, ou seja, desenvolver o autoconhecimento. 

Também vai ajudá-la a notar que cada pessoa tem as suas preferências. Assim, ela poderá observar que todos são diferentes e que é preciso respeitar isso. 

Enfim, o protagonismo das crianças tem que ser trabalhado no dia a dia. Nesse processo, até mesmo a capoeira pode ser usada. Veja como ela colabora para o desenvolvimento infantil.

Acesse o Portal Planneta Educação e garanta hoje todos os nossos Materiais Educativos Gratuitamente!


Portal Planneta Educação

Portal Planneta Educação

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter
AVISO DE COOKIES
Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, para permitir o funcionamento adequado deste site, bem como cookies de personalização, análise, publicidade e criação de perfis com base nos hábitos de navegação do usuário. Mais detalhes podem ser acessados em nossa Política de Privacidade.
Continue navegando para aceitar os cookies.
CONTINUAR