O que aprendemos em tempos de Coronavírus

A crise causada pelo Coronavírus está forçando as escolas a se reinventarem e perceberem as falhas que podem existir


Pai e filho estudando através de aulas pelo notebook

A pandemia causada pelo Coronavírus transformou o mundo e também as escolas. Ninguém esperava que algo dessa magnitude acontecesse logo no início de um ano letivo. Os alunos mal começaram as aulas e tudo teve que ser suspenso, mas isso não significa que tudo tenha que parar.

A questão é: como as escolas podem lidar com essa situação? O que fica de aprendizado em momentos como esses? Afinal de contas, quando coisas ruins acontecem é justamente quando vemos que as coisas precisam mudar, a forma como as escolas se organizam precisa mudar.

E, para deixar isso ainda mais claro, listamos abaixo tudo o que podemos tirar de aprendizado em tempos de Coronavírus. Confira!

Coronavírus: o que as escolas aprenderam?

Lidar com o pânico

O ser humano tem medo do desconhecido, daquilo que ele não entende. É bastante comum que em situações como a de pandemia, as crianças e adolescentes queiram entrar em pânico. Eles ficam com medo do pior acontecer e cada à escola oferecer boa informação para evitar situações e sentimentos como esses. 

Portanto, esclarecer o que é a doença, por que o isolamento social é necessário e como se prevenir é muito importante. Apenas suspender às aulas sem oferecer uma explicação coerente para os alunos e para os pais é uma atitude que pode ser vista como negligente e irresponsável.

Ter um plano C

Muitos falam em ter um plano B, mas e o plano C? O plano C seria justamente para situações como esta que estamos vivendo. Situações improváveis de acontecer, mas que podem acontecer. Será que a sua escola estava preparada para isso?

E não estamos falando apenas em questões financeiras, mas também em questões de logística. A sua escola está conseguindo lidar com a situação sem grandes perdas? Muitas vezes, ter o plano A e B não é o bastante como estamos conseguindo constatar.

Usar tecnologia

A crise causada pelo Coronavírus certamente conseguiu mostrar algo: a importância da tecnologia. Muitas pessoas passaram a trabalhar em casa, fazendo chamadas em grupo. O mesmo a escola pode fazer com os professores e toda a equipe pedagógica. O que muitas vezes levava horas em uma reunião presencial, feita de forma online, pode ser controlada de uma forma melhor, evitando atrasos e uma série de problemas.

E, além de usar a tecnologia para resolver os problemas internos da instituição de ensino, também consegue resolver problemas que vão além dos muros das escolas como as aulas a distância. 

O Ministério da Educação (MEC), por exemplo, já informou que pretende publicar uma portaria para liberar escolas da educação básica para transmitir as aulas de forma online. A mesma valerá por 30 dias como um tipo de experimento. Dando certo, ela poderá ser prorrogada por um prazo indeterminado caso a crise do Coronavírus continue.

Investir em capacitação

Talvez você nunca tenha se preocupado muito em capacitar a sua equipe de outras maneiras, mas provavelmente percebeu o quanto isso é necessário.

Com as aulas online, professores precisarão se adaptar a uma nova maneira de dar aula. Para quem está acostumado com carteiras e um quadro, pode ser bem complicado. Mas nada que uma boa capacitação não consiga resolver e não só para os professores.

A equipe pedagógica terá que lidar com as dúvidas dos alunos de forma online. Assim, ao dar aula, o professor precisará da ajuda de outras pessoas para passar as dúvidas que forem surgindo durante a aula. 

Ajudar os alunos

Muitos alunos também não estão acostumados com essa nova forma de ensino, por isso, cabe à escola dar dicas e ajudá-los nessa adaptação. Como em casa há muitas distrações, pode ser mais difícil se manter atento às aulas e acompanhar o cronograma. É claro que a aula do EaD consegue oferecer maior flexibilidade e isso pode ser algo para ser usado positivamente. 

Sim, são muitos os aprendizados e as transformações que precisam ser colocadas em prática. O grande problema é que muitos já falam sobre uma perda na qualidade do ensino por ele ser a distância. Mas, na verdade, o que pode estar faltando é ter uma mente mais aberta sobre as mudanças e ter criatividade para se adaptar e se reinventar diante desse novo cenário imposto pelo Coronavírus.

E você? O que acha sobre essas mudanças? Elas são mesmo necessárias? Deixe aqui a sua opinião!

👉 Quer saber mais sobre o assunto? Leia o artigo Evasão de Alunos em Tempo de Coronavírus produzido pela Rubeus.


Portal Planneta Educação

Portal Planneta Educação

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter