Como acelerar as mudanças na educação?

Há mudanças na educação que são frequentemente cobradas. Entretanto, para que possam ser feitas, é preciso realizar melhorias.


Como acelerar as mudanças na educação?

Que é possível realizar mudanças na educação, para tornar o ambiente escolar mais atrativo, boa parte dos profissionais concorda. Entretanto, a maneira de fazer isso de uma forma tão rápida quanto vem sendo cobrada, parece um pouco longe do alcance.

Claro, que os primeiros passos já foram dados, mas ainda falta muito a ser feito para que as instituições consigam ser mais flexíveis, envolver os estudantes, adotar recursos digitais de maneira eficiente, dentre outros avanços na educação que são comumente cobrados. 

Ao mesmo tempo em que há necessidade e cobrança, existe a dependência de políticas públicas educacionais nacionais que as permitam. Isso, sem contar a desigualdade social que aflige os alunos, bem como a desigualdade estrutural que acomete as escolas. 

Embora os desafios sejam inúmeros, há algumas maneiras de acelerar as mudanças na educação que poderiam ser viáveis. Separamos uma lista delas. Confira!  

 

Fornecer uma infraestrutura decente às escolas é necessário para acelerar a educação

Muito se fala em adoção de metodologias ativas, do aumento das aulas práticas, entre outros. Entretanto, é sabido que várias escolas brasileiras ainda estão em situação precária em sua estrutura física. Assim, se encontram longe de poder oferecer aulas de laboratório, conteúdos interativos, entre outros.

Por isso, um ponto importante para acelerar as mudanças na educação é investir em estrutura. E tudo deve começar pelo espaço, corrigindo goteiras, pintando escolas e oferecendo um ambiente de qualidade.

Depois disso, é necessário oferecer o material necessário para o professor trabalhar. Afinal, de nada adianta cobrar o desenvolvimento de habilidades práticas, por exemplo, se o material não está disponível.  

Qualificar o professor

Se a escola passar a ser vista como uma grande empresa, torna-se fácil imaginar que se a instituição implantou um sistema de gestão novo, por exemplo, é preciso treinar a equipe para usá-lo. O mesmo acontece se um maquinário novo é adquirido ou quando as regras são mudadas. As pessoas devem ser instruídas.

O mesmo acontece na escola. A adoção de metodologias ativas é necessária, mas quantos desses docentes já foram devidamente treinados para aplicá-las? Vale lembrar que, muitos deles, estão há mais de 10 anos trabalhando com aulas expositivas. Isso, sem contar que a maioria só aprendeu a ministrar esse tipo de aula na universidade. Afinal, o acesso a tantos dispositivos tecnológicos é algo relativamente novo.

Assim, investir em treinamento de professores é essencial para acelerar as mudanças na educação. E isso deve ser feito com frequência, para que o profissional se sinta apto a mudar a forma de ensinar e saiba usar todas as ferramentas que forem disponibilizadas a ele. 

Oferecer mais reforço escolar

Cada aluno tem suas limitações pessoais, bem como traz as suas dificuldades de casa. Para oferecer a oportunidade adequada a quem não tem tanta estrutura no ambiente doméstico, o investimento em aulas de reforço pode ser adotado. 

Com isso, além de manter a criança no ambiente escolar por mais tempo, onde pode ter a sua aprendizagem estimulada, é possível diminuir o índice de repetência. E isso seria benefício de diversas maneiras como, por exemplo:

  • Ajudar o aluno a passar de ano com facilidade e tendo adquirido o conhecimento necessário;
  • Colaborar para diminuir a evasão escolar, já que a repetência acaba estimulando a desistência do estudo;
  • Colaborar para que o aluno interaja e aprenda junto a colegas com a mesma idade, o que facilita a comunicação e o desenvolvimento.

Aumentar a disponibilidade de escolas em tempo integral

A educação integral já existe, mas a demanda ainda é maior do que o número de vagas oferecidas. Isso acaba sendo prejudicial para o acelerar as mudanças na educação. Afinal, quando os estudantes de baixa renda têm mais acesso ao ambiente educacional, ele também passa a ter mais contato com itens culturais, coisa que não teria em casa.

Em uma escola integral, é possível oferecer cursos de inglês, espanhol, atividades de leitura, envolvendo filmes, ensino de informática, entre outros, que ajudariam a impulsionar o sistema de ensino.   

Usar mais tecnologia

Uma vez que os professores e alunos passem a ter acesso à tecnologia dentro da escola, os benefícios do seu uso acabam sendo incontestáveis. Atualmente, há ferramentas que permitem que o professor ensine o mesmo conteúdo de formas diferentes. Dessa maneira, quando um estudante não compreender bem o conteúdo expositivo, por exemplo, ele pode entender quando o mesmo tema é mostrado em vídeo e assim por diante. 

As metodologias ativas só têm a acrescentar na aprendizagem. Veja os benefícios ofertados aos alunos quando há a adoção delas.

Gostou desse artigo? Pesquise outros temas e tire suas dúvidas no Portal Planneta Educação!

Aproveite e acesse gratuitamente o nossos Materias Educativos Exclusivos!


Portal Planneta Educação

Portal Planneta Educação

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter
AVISO DE COOKIES
Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, para permitir o funcionamento adequado deste site, bem como cookies de personalização, análise, publicidade e criação de perfis com base nos hábitos de navegação do usuário. Mais detalhes podem ser acessados em nossa Política de Privacidade.
Continue navegando para aceitar os cookies.
CONTINUAR