Games em sala de aula? Veja como usar

Games podem servir como ferramenta de ensino? Sim! Isso é possível. Veja como adotar essa estratégia em aula!


Crianças e professora usando tablets em sala de aula

Games em sala de aula? Se antigamente essa era uma prática pouco aceita, atualmente ela vem se tornando uma ótima alternativa para ensinar. A gamificação já é realidade na educação e tende a crescer. Mas, afinal, o que é isso?

Trata-se exatamente do uso de jogos, sempre monitorado e orientado pelo professor, como ferramenta de ensino. As atividades interativas visam ajudar o aluno a fixar o conteúdo explanado, de uma maneira simples e divertida.

O que acha de adotar essa forma de ensinar em sua escola? Veja dicas de como proceder! Aproveite para conhecer mais sobre as metodologias ativas, que aceitam bem a inclusão de jogos no ambiente escolar! 

Quer usar games? Comece pelo objetivo

O primeiro passo, para que o professor comece a usar jogos nas aulas, é definir o tema. Além disso, é preciso saber o que ele quer atingir com o uso dos jogos. Afinal, isso vai ajudar a definir o melhor tipo de jogo.

Por exemplo, se a ideia for ensinar os alunos a trabalharem em grupo, você pode optar por uma caça ao tesouro. Eles vão depender, uns dos outros, para vencer a disputa. Dessa forma, saber o que quer alcançar é o primeiro passo para usar games em aulas. 

Defina a brincadeira a ser feita

Após saber exatamente o que você quer, pesquise os jogos que poderão ser usados e que sejam atrativos para a turma. Você pode basear o estudo em um jogo de tabuleiro pronto ou criar algo para a turma.

Um game de perguntas e respostas com questões do conteúdo ou um jogo de tabuleiro que envolva perguntas da sua disciplina são boas opções. Prepare o jogo antes de apresentar a diversão para a turma. Até um game em grupos, estilo torta na casa, mas substituindo a torta por perda de pontos, por exemplo, é uma opção interessante. 

Explique para os alunos 

No geral, as turmas recebem bem a possibilidade de jogar durante as aulas. Contudo, para que o aprendizado seja conquistado, o professor tem que preparar a turma.

A maioria dos games é desenvolvida em duplas ou grupos maiores. Organize isso e explique as regras. Acompanhe o desenvolvimento da brincadeira e oriente, de forma que o objetivo seja alcançado. 

Ouça as ideias dos alunos

Após a primeira experiência com games em sala de aula, é comum que os estudantes se empolguem. Ouça as ideias deles e permita que eles participem da elaboração da próxima atividade envolvendo jogos. Veja como incentivá-los a participarem da criação em nosso outro artigo.

Além disso, durante a atividade, permita que um estudante ajude o outro. Isso é importante para que eles desenvolvam a habilidade de trabalhar em equipe e de debater sobre as melhores estratégias. 

Dicas de games para usar em aula

Agora que você já conhece os primeiros passos para usar os jogos como ferramenta de ensino, é hora de conhecer algumas possibilidades. Veja dicas! 

Jogos de tabuleiro personalizado 

Jogos de tabuleiros são práticos, duráveis, econômicos e podem ser produzidos especialmente para determinado tema. É possível, por exemplo, substituir os dados por cartas. Em cada jogada, um aluno sorteia uma carta com uma questão referente à matéria e entrega para o seu oponente, sem olhar.

O adversário lê a pergunta e o jogador da vez responde. Se ele acertar, anda uma casa. Caso erre, fica no mesmo lugar. Você pode usar um tabuleiro qualquer para isso e personalizar as perguntas. Os estudantes irão se divertir e fixar o conteúdo ao mesmo tempo. 

Xadrez

Jogar xadrez ajuda a desenvolver o raciocínio lógico e a habilidade de criar estratégias. Por isso, esse jogo pode ser uma boa opção para alunos de diferentes idades. 

Você pode ensinar as jogadas, orientar para que eles estudem em casa e fazer uma competição durante a aula, por exemplo. 

Caça ao tesouro 

Atividades de caça ao tesouro podem ser uma boa opção até para a lição de casa. Ao invés de indicar uma lição de casa tradicional, ofereça um problema de lógica ou um criptograma para ser desvendado. 

Esse tipo de atividade motiva o aluno e torna o aprendizado mais divertido. Dessa forma, ele acaba por se interessar mais pelas aulas e pelo conteúdo. O resultado? Melhoria no ensino e no aproveitamento! 

Aplicativos 

Os estudantes têm sempre um celular nas mãos e jogos virtuais também são uma boa forma de ensinar. Há vários aplicativos que oferecem games sobre disciplinas variadas. Você pode usá-los tanto em sala de aula quanto em atividade para casa. O que acha? 

Além das alternativas já citadas, o jogo Ludo também pode ser uma boa opção para a sala de aula. Você o conhece? Saiba mais.


Portal Planneta Educação

Portal Planneta Educação

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter