Como superar a defasagem do ensino em 2021?

Para superar a defasagem do ensino em 2021 será preciso ajustar a maneira de transmitir o conhecimento e focar em um planejamento flexível.


Como superar a defasagem do ensino em 2021?

Desde março de 2020 que a maneira de ensinar mudou. A pandemia de coronavírus obrigou as escolas a modificarem o plano de ensino do dia para a noite. Quem estava preparado para isso? Provavelmente ninguém! Nem as instituições, nem os docentes e muitos menos os alunos. O resultado é uma grande defasagem! 

Afinal, nem todos tinham acesso à internet para acompanhar as aulas on-line, ou seja, o conteúdo, por vezes, não chegava da melhor maneira aos alunos. Mesmo em casos nos quais os docentes levavam as atividades impressas aos estudantes, é evidente que a absorção do conteúdo não foi eficiente.

Faltou a sala de aula, a convivência com os colegas, a socialização e a interação presencial com o docente. O resultado foi a defasagem. E agora, como superá-la? Esse é um dos desafios da educação em 2021 e, alguns métodos de ensino serão essenciais para que o “tempo perdido” seja recuperado. Conheça algumas alternativas! 

Saiba mais: Ensino Híbrido: necessidade no mundo pós-pandemia!

 

A defasagem será superada no começo de 2021?

A descoberta e a aprovação de diversas vacinas que visam proteger a população do coronavírus, acabou trazendo um grande otimismo para 2021. A sensação de uma retomada e de recuperar o tempo perdido fez parte do fim do ano anterior. Entretanto, a velocidade da vacinação é lenta e isso acaba fazendo com que o retorno às aulas presenciais seja prejudicado.

Isso sugere que pelo menos o primeiro semestre de 2021 será muito semelhante ao ano de 2020. Embora alguns estudantes estejam começando a ir para a escola, ainda não será possível oferecer o ensino presencial para todos.

Por isso, para evitar que a defasagem seja ainda maior, será preciso ter um planejamento flexível. Será necessário integrar modelos de aprendizagem que permitam ajustes no decorrer do ano. O engessamento no planejamento pode atrapalhar o andamento do ano letivo. 

Saiba mais: Planejamento escolar: o que não pode faltar?

 

Como compensar a defasagem do ensino em 2021?

Veja algumas dicas do que considerar na hora de fazer o planejamento escolar, de forma que ele esteja pronto para trabalhar a defasagem sofrida. 

Fortaleça a interação com a família

Mais do que nunca, a boa interação entre escola e familiares será essencial. São os responsáveis pelos estudantes que os ajudarão a superar os desafios do ensino híbrido. Isso é muito importante para que o ano letivo de 2021 seja produtivo. Por isso, mantenha uma boa comunicação online com os familiares dos alunos. 

Aumente a carga horária na escola

Para que a defasagem seja superada será preciso aumentar a permanência do aluno na escola. Isso é importante para que dê tempo de fazer uma revisão ou complementação do conteúdo de 2020, além de desenvolver o que está previsto para 2021. 

Diversifique as maneiras de ensinar 

Com o número de aulas maior também ficará mais provável que o estudante se canse e deixe de prestar atenção. Por isso, é indicado diversificar as aulas e realizar atividades que vão além do conteúdo explicativo. O que acha de deixar o aluno ser o protagonista, em alguns casos? Para isso, pode ser interessante investir em metodologias ativas

Saiba mais: Como usar as Metodologias Ativas em benefício da escola!

 

Formatos para planejar o novo ano letivo

Conheça abaixo os quatro principais modelos que podem ser colocados em prática em 2021:

Adoção de continuum curricular

Previsto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), na BNCC, o continuum curricular permite que as habilidades previstas em dois anos sejam oferecidas em apenas um. Com isso, é possível aprofundar conhecimentos e trabalhar o que faltou em 2020. 

Dividir os estudantes grupos de interesse ou necessidade

Outro ponto que merece ser considerado é trabalhar pesquisas temáticas dividindo os alunos de acordo com as suas preferências. Com isso, o professor acaba reunindo um discente com mais dificuldade e outro que conseguiu aproveitar melhor o ano anterior. Juntos, eles podem estudar e desenvolver as suas habilidades. 

Reforço escolar

Muitos estudantes vão precisar de uma orientação a mais em 2021, para que possam superar a defasagem de 2021. Para isso, além do aumento do número de aulas, é indicado que a escola ofereça aulas de reforço integrado. Pode ser que nem todos precisem, mas os que necessitarem, precisam contar com esse apoio. 

Personalização

Como 2020 afetou cada um dos alunos? A intensidade e a defasagem notada por cada um deles veio de maneira e intensidade diferentes. Por isso, a personalização do ensino será uma prática importante em 2021. Entender cada aluno como único, e oferecer o que ele precisa para recuperar o tempo perdido, é um bom caminho para o sucesso do novo ano letivo.

Em suma, 2021 terá as metodologias ativas como aliadas na busca pela superação da defasagem. Conheça mais sobre elas e os seus benefícios.

Pesquise outros temas no Portal Planneta Educação e tire suas dúvidas!

Aproveite e garanta hoje mesmo o eBook Como trabalhar as Competências Socioemocionais no ensino híbrido!


Portal Planneta Educação

Portal Planneta Educação

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter
AVISO DE COOKIES
Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, para permitir o funcionamento adequado deste site, bem como cookies de personalização, análise, publicidade e criação de perfis com base nos hábitos de navegação do usuário. Mais detalhes podem ser acessados em nossa Política de Privacidade.
Continue navegando para aceitar os cookies.
CONTINUAR