3 estratégias para aumentar a retenção de alunos em 2022

A retenção de alunos deve ser uma preocupação durante o ano todo. Veja dicas de como fazer isso e manter a sua escola cheia!


estrategias-para-aumentar-a-retencao-de-alunos-em-2022

Um estudo feito pelo Instituto Escolas Exponenciais mostrou que 21% das famílias cogitam mudar os filhos de escola em 2022. O principal motivo para isso está relacionado à questão financeira. Dos mais que têm em mente realizar essa alteração, 41% pretendem buscar por uma instituição com a mensalidade mais baixa. Com essa grande porcentagem, fica ainda mais evidente a necessidade das escolas terem estratégias de retenção de alunos em 2022. 

Mas claro que com a crise financeira, isso pode ser um pouco mais desafiador. Afinal, assim como os pais têm limites de gastos mensais, as escolas também precisam cobrir os custos, ou seja, têm que cobrar uma mensalidade de acordo com o que oferecem.

Por isso, para trabalhar focado na retenção de alunos é preciso pensar na escola como um todo, de forma que as famílias se sintam tão confiantes na instituição que prefiram apertar o seu orçamento a retirar os filhos dela. 

Mas como fazer isso? Veja dicas para trabalhar a retenção de alunos em 2022 e manter todas as salas cheias. 

Saiba mais: Educação pós-pandemia: 6 tendências que irão permanecer!

 

Estratégias para aumentar a retenção de alunos na escola

Antes das dicas para aumentar a retenção de alunos em 2022 é preciso lembrar que essa não deve ser uma questão levantada apenas entre um ano letivo e outro. No geral, é comum que esse tipo de discussão aconteça nas escolas quando o planejamento para o ano posterior está sendo feito.

No entanto, a retenção de alunos deve ser uma preocupação diária durante todo o ano. Afinal, a decisão de mudar o filho de escola não é tomada de supetão. Os pais vão observando, avaliando os prós e contras e então decidem qual é o melhor caminho para as crianças.

Por isso, para que eles se mantenham confortáveis e confiantes na instituição, é preciso trabalhar a retenção de alunos o ano todo. Confira algumas dicas do que fazer para evitar que os discentes deixem o colégio.

Material grátis: Planejamento escolar: o que não pode faltar?

 

Tenha e reforce os diferenciais da sua escola

O que a sua escola oferece de diferente que pode atrair os pais a deixarem os alunos nela e não na concorrência? Esse é o primeiro ponto a ser avaliado. Afinal, se a mensalidade dela for mais cara do que a da escola da outra rua e se a instituição não oferecer nada a mais, por que os pais deixarão seus filhos nesse colégio e não os levarão para o outro.

Assim, o primeiro passo é encarar a escola como uma empresa, que precisa ser competitiva no mercado. Para isso, ela tem que ter um diferencial e isso deve ser reforçado aos pais durante todo o ano. 

Qual diferencial? Isso será a escola que terá que avaliar. As possibilidades são inúmeras e vão desde o oferecimento de mais modalidades esportivas, por exemplo, até o custo mais baixo. Há também as que oferecem apoio socioemocional ao aluno ou conseguem incluir uma disciplina a mais, aumentando a carga horária.

Enfim, é preciso ver o que ela tem de diferente e mostrar isso para as famílias. Por exemplo, se a diversidade de práticas esportivas for o diferencial da sua escola, divulgue isso ao longo do ano. 

Mande e-mails mostrando que os alunos começaram a aprender judo ou avise que é hora de escolher o novo esporte que a criança vai aprender em 2022. Enfim, lembre a família de que aquilo é oferecido e que é bom para o discente. Todo diferencial pode ser ressaltado para que os pais a vejam como a melhor para os seus filhos.

Saiba mais: Volta às aulas presenciais: dicas e estratégias para educadores!

 

Converse com a família e com os alunos

Será que a sua escola é perfeita? Provavelmente há coisas que podem ser melhoradas e ninguém melhor para falar sobre isso do que os estudantes e suas famílias. Por isso, é preciso conversar com eles, escutar o que têm a dizer, sanar as dúvidas e, quando achar necessário, fazer as mudanças.

Lembre-se sempre de que eles são aliados da instituição. Assim, ao escutá-los, a escola poderá tomar decisões mais assertivas e que vão de acordo com o que eles esperam.

Materal grátis: Competências Socioemocionais: como trabalhá-las no ensino híbrido!

 

Facilite a interação e tenha um bom relacionamento 

Por fim, também faz parte da retenção de alunos o relacionamento no dia a dia. Os pais conseguem falar com a escola com facilidade? Lembre-se de que comunicação não é só enviar e-mails em datas especiais.

É preciso facilitar a vida dos pais e dar acesso a eles a chat, telefone, plataformas virtuais ou outras ferramentas que facilitem a interação com a escola. Lembre-se de que a rotina deles também é cheia de tarefas e pode ser que nem sempre possam ficar horas no telefone, esperando por um atendimento. 

Assim, adotar estratégias de comunicação virtual, além de facilitar a rotina, melhora o atendimento e aproxima a família. Quando os pais se sentem bem atendidos pela empresa, fica mais fácil convencê-los a permanecerem clientes dela, ou seja, a retenção de alunos fica mais viável e orgânica.

Você já havia pensado nisso? Baixe o nosso e-book gratuito sobre comunicação entre família e escola e veja dicas para deixá-la ainda melhor!  

Acesse o Portal Planneta Educação e garanta hoje todos os nossos Materiais Educativos Gratuitamente!


Portal Planneta Educação

Portal Planneta Educação

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter
AVISO DE COOKIES
Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, para permitir o funcionamento adequado deste site, bem como cookies de personalização, análise, publicidade e criação de perfis com base nos hábitos de navegação do usuário. Mais detalhes podem ser acessados em nossa Política de Privacidade.
Continue navegando para aceitar os cookies.
CONTINUAR