Como acolher as crianças nas creches durante a pandemia?

As crianças estão voltando para a creche e o local precisa estar pronto tanto para acolher, quanto para proteger. Veja dicas!


Como acolher as crianças nas creches durante a pandemia?

Em algumas cidades as creches estão voltando a funcionar, mesmo sem que a vacinação dos adultos tenha sido feita em todo país. Depois de muito tempo longe das crianças, os professores precisam estar prontos para acolher e, ao mesmo tempo, seguir as normas de segurança.

Entretanto, quando se fala dos pequenininhos isso passa a ser um desafio ainda maior. Afinal, os de até 3 anos não compreendem bem o que está acontecendo e, ao mesmo tempo, precisam de cuidado especial. 

Veja algumas dicas de como acolher os pequenos e o que fazer para minimizar as chances de contágio. 

Saiba mais: Minha escola retornou às aulas presenciais, e agora?

 

Acolher é preciso, mas será que é hora de levar a criança na creche?

Embora, inicialmente, o que se soube sobre as crianças, em relação ao coronavírus, era de que elas não corriam riscos grandes, hoje isso mudou. Há uma Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica que vem sendo diagnosticada em alguns pequenos, que foram acometidos pelo vírus. 

Por isso, muitas pessoas acreditam que não seja a hora de deixar as crianças na creche. Entretanto, por outro lado, alguns pais não têm com quem deixar o filho e já voltaram a trabalhar. 

Muitas vezes, são os avós que acabam cuidando das crianças, o que pode colocar em risco a saúde dos mais velhos. Afinal, se os pais saem para trabalhar e têm contato com a criança, ela pode se infectar e transmitir o vírus para os avós, grupo de risco. 

Com tantas dúvidas e opiniões divergentes, vindas de especialistas, é provável que, pelo menos inicialmente, o número de crianças que vá à creche seja melhor.  Isso pode ser positivo e facilitar não só na hora de acolher, mas também nas novas práticas de prevenção à disseminação do coronavírus. 

Saiba mais: O adaptar e o bem acolher a criança na Educação Infantil!

 

O que precisa mudar com o retorno dos alunos? 

São muitas as alterações que precisarão ser feitas para que os profissionais possam acolher as crianças e, ao mesmo tempo, minimizar os riscos de transmissão de coronavírus. Muitas delas são estruturais como, por exemplo:

  • Garantir que os ambientes tenham janelas para que fiquem arejados;
  • Aumentar o distanciamento dos berços, sempre que possível;
  • Preferencialmente, diminuir o número de crianças em cada espaço;
  • Contratar novos profissionais, caso necessário, para abrir novas salas e deixar menos crianças por local. 

Além disso, os professores precisam estar preparados para o uso de máscara durante todo o período e se preocupar com a limpeza constante das mãos, por exemplo. Veja alguns cuidados especiais que serão necessários para acolher as crianças de acordo com a idade. 

Saiba mais: Educação Infantil: recebendo as crianças depois da pandemia!

 

Preparativos para acolher as crianças no berçário:

  • Adotar o uso de propés descartáveis é indicado, para que nenhum adulto leve o vírus para o ambiente com crianças;
  • Todas as salas deverão ter álcool em gel disponível, mas longe do alcance das crianças, para evitar acidentes;
  • A higienização do piso deve ser intensificada;
  • Os berços precisam ser individuais e, de preferência, ficarem distantes uns dos outros;
  • Os kits de higiene e de alimentação precisam ser individuais e guardados separados;
  • Sempre que possível, é indicado esterilizar os utensílios usados em autoclave após o uso;
  • A higienização dos brinquedos deve ser cuidadosa e feita assim que forem usados;
  • Os bebês devem ter a temperatura monitorada e, caso esteja alta, não devem ficar no berçário.

 

Preparativos para acolher as crianças maiores, até 3 anos

  • Crianças a partir de dois anos devem usar máscaras e esta precisará ser trocada a cada duas horas;
  • A orientação do distanciamento social deve ser dada desde a hora de entrar na sala;
  • É preciso orientar os pais para que não levem a criança em caso de qualquer sintoma de resfriado;
  • A temperatura deve ser aferida na entrada;
  • O calçado dos pequenos deve ser higienizado e, em alguns casos, pode ser interessante ensiná-los a usar o pedilúvio;
  • As crianças deverão ser incentivadas lavar as mãos com frequência;
  • É preciso disponibilizar álcool em gel em todas as salas;
  • Os grupos de atividades devem ser reduzidos, para minimizar o contato;
  • A limpeza deve ser intensificada; 
  • O ambiente deve ser ventilado;
  • É preciso dar preferência às atividades feitas ao sol.

 

Como acolher e ensinar com mais suavidade?

As mudanças são grandes e, se já não está sendo fácil para os adultos, para os pequenos pode ser ainda mais complicado. Veja algumas dicas para acolher e ensinar:

  • Coloque cartazes com desenhos ensinando o que pode e o que não pode;
  • Conte que não pode abraçar a professora e os amiguinhos, mas ensine isso de maneira lúdica como, por exemplo, com uma musiquinha;
  • Tenha máscaras com desenhos animados, que as crianças gostem. Isso ajuda a incentivá-los a usar com mais naturalidade;
  • Para as atividades em grupo, tenha círculos coloridos desenhados no chão e incentive os pequenos a ficarem no círculo, para que mantenham o distanciamento;
  • Coloque uma foto da criança na mesinha que ela senta, para que ela aprenda a ficar na mesma. De preferência, faça uma moldura com desenhinho, para colocar a foto nela. As crianças costumam gostar e aprenderão a não trocar de mesinha com o coleguinha;
  • Prefira usar máscaras transparentes, para que as crianças vejam o seu rosto;
  • Use óculos ao invés de "face shield", pois costuma ser mais aceito pelas crianças. 

 

Viu quantas mudanças? Em meio a tudo isso, os professores também precisarão ajudar os alunos a desenvolverem as competências socioemocionais neste ano!

Esse artigo te ajudou? Compartilhe com mais colegas educadores e tire outras dúvidas no Portal Planneta Educação!

Aproveite e adquira gratuitamente os nossos Materiais Educativos!


Portal Planneta Educação

Portal Planneta Educação

Ver artigos

Avalie esse artigo


Assine nossa Newsletter
AVISO DE COOKIES
Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, para permitir o funcionamento adequado deste site, bem como cookies de personalização, análise, publicidade e criação de perfis com base nos hábitos de navegação do usuário. Mais detalhes podem ser acessados em nossa Política de Privacidade.
Continue navegando para aceitar os cookies.
CONTINUAR